domingo, 4 de maio de 2008

inconsequência hipócrita

Não se fazem mais cérebros como antigamente.Já não se produzem sentidos persuasivos como antes.A cada final de noite eu me tento entender, o por quê das pessoas hipócritas serem as mais beneficiadas.Talvez por que para aqueles que estão completamentes "satisfeitos" com a sua existência,não se abalem por elas?Ou talvez por quê o dever de todo dia seria sentir a hipocrisia empregnada em frente á paisagem do jardim?É quase que estonteante acreditar que alguns por aí me pedem a maior sinceridade e quando a forneço,fazem o favor de dispensá-la!Não me favorece palavra que cai no maior sentido completo: Sinto-me enojada.Por todos esses que ao fugir do problema,usam de "multi-facetas-tecnológicas-vulgo:internet" para se desvenciliar daquilo que não PODEM ter.É,não podem ter,ou achas mesmo que com caricias gramáticais que diga-se de passagem,muito sem conteúdo (para ser razoável) eu entregaria minha mera presença a você?Primeiro passe a escrever coisas que você realmente creê e não uma imagem ridícula para impressionar quem na verdade estar a rir quase que noiadamente,e sem fim de você.Por que a de se acreditar,que teria medo dessas palavras e frases saturadas de superficial inteligência e hipocrisia á ralo certo?Não aguento mais esses cubiculos pequenos,essas situações inimagináveis,que nunca vão acontecer mesmo,e o pior: A teimosia.
E para aqueles; o primeiro sinal de hipocrisia é: A forcação de barra. haha (depois eu escrevo os outros sintomas)
talvez eu esteja sendo hipócrita?(O odor sucumbiu em minhas narinas e me fiz igual á eles sem ao menos perceber isso.) é,talvez.

Um comentário:

Clarice Lispector disse...

Belo texto, iriginal.

Até mais.